segunda-feira, 15 de maio de 2017

FAMÍLIA, LUGAR DE PERDÃO


Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita nem temos filhos perfeitos.

Temos queixas uns dos outros. Decepcionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão.

O perdão é vital para nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família se torna uma arena de conflitos e um reduto de mágoas.

Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma nem comunhão com Deus. A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente.

É por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de adoecimento; palco de perdão e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença. (autor desconhecido)

Dia 15 de Maio – Dia Internacional da Família!

Deus abençoe minha família e a sua, que nossas famílias sejam um lugar de Perdão!
Abraço
Eliane


domingo, 12 de fevereiro de 2017

Não desperdice sua dor

Hoje pela manhã, no meu momento devocional li uma meditação escrita por Greg Laurie, com este título tão interessante "Não desperdice sua dor". 

Me identifiquei com o autor, pois não gosto de sentir dor, mas sei que algumas dores podem ser terapêuticas. Isso pode parecer estranho mas nosso Deus é o único capaz de reverter todo mal em bem, o único que não desperdiça uma dor e é capaz de usar cada dor em algo precioso para nós.

É verdade que enfrentaremos dores e dificuldades enquanto vivermos, mas que saibamos aproveitar cada oportunidade. 

Deus o abençoe.
Bom domingo!
Compartilho abaixo a devocional escrita por Greg Laurie! 
Eliane

Não Desperdice sua Dor

É importante considerar a dor dos outros, porque a dor vai entrar em nossas vidas. Talvez você gostaria de ter uma vida livre de dor. Eu odeio te dar esta notícia, mas isso não vai acontecer.

Pessoalmente, eu tento evitar a dor. Se eu tiver uma dor de cabeça, a primeira coisa que faço é olhar para o Tylenol, porque eu quero que essa dor de cabeça vá embora. Quando estou na cadeira do dentista e a broca vai para o lugar errado, eu faço isso ser de conhecimento do dentista imediatamente, porque eu quero que a dor pare. E quando a dor vem em nossas vidas, nós queremos fazer a mesma coisa. Queremos que a dor pare. Mas não podemos controlar isso. A dor vai entrar em nossas vidas. O sofrimento vai entrar em nossas vidas.

Muitos de nós provavelmente teremos tragédias. É apenas uma questão de tempo. Avós vão morrer. Os pais vão morrer. Alguém perto de nós pode morrer inesperadamente. Alguém com quem nos preocupamos pode ficar muito doente. Podemos ficar muito doentes. Ou algo pode acontecer que não faz sentido. A dor virá. E você não vai saber por que ela está vindo.

Você não pode impedir a dor de vir, mas você pode decidir o que você vai fazer com a dor que vem em sua direção. Você não pode se livrar dela, mas você pode aproveitá-la. Aqui está o princípio operativo: Não desperdice sua dor. Eu ouvi essa declaração pela primeira vez de um casal cujo filho tinha morrido. Conversamos longamente, e então me disseram: "Greg, não queremos desperdiçar a nossa dor."

Isso realmente ficou comigo. Eu pensei: Uau. Que grande maneira de olhar para isso. Essa é a perspectiva certa de termos porque nós vamos sofrer. Então não desperdice a sua dor.

Frase Resumo: Não desperdice a minha dor, Deus!


Copyright © 2012 by Harvest Ministries . Todos os direitos reservados . 

sábado, 31 de dezembro de 2016

Comece um novo ciclo! Comece o Ano 2017!



18 “Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. 19Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não o percebem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo.” Isaías 43:18,19

Ciclo é uma palavra com origem no termo grego kýklos, que significa uma série de fenômenos cíclicos, ou seja, que se renovam de forma constante.

Estamos hoje encerrando o ciclo 2016 e amanhã iniciaremos o de 2017!

Começar um novo ciclo/ano é permitir-se ser renovado!

Num novo ciclo/ano as esperanças se renovam, refletimos a respeito do que passou e olhamos para frente para trilhar o caminho que Deus tem preparado para nós.

Sugestões para esse novo ciclo/ano:
  • ·         Mude seu foco. Pare de olhar para trás e comece a olhar para frente.

O que ganha sua atenção, ganha você! Mike Wells

Se você está constantemente olhando para trás você não pode ver onde você está indo. Quem dirige olhando para o retrovisor provoca grandes acidentes.
O passado é uma referência em nossa vida, nos ajuda a escolher de forma sábia, mas não podemos ficar presos lá atrás.
  • ·         Renove sua fé.

Não vivemos da fé de ontem, todos os dias precisamos receber de Deus, nos regozijar e repartir – assim é a vida cristã!
  • ·         Faça as mudanças necessárias

Ver as necessidades de mudanças e permitir que as mudanças ocorram sãos duas coisas bem diferentes.

Nesse novo ciclo é preciso aceitar que mudanças aconteçam. Mudanças são trabalhosas, nos tiram da nossa zona de conforto, muitas vezes viram nosso mundo de cabeça para baixo, mas sem elas nada novo acontece.

As mudanças fazem parte da vida. A vida é feita de ciclos, fases e etapas, as mudanças irão acontecer e aceita-las é vital!

Mudar é sinônimo de crescer, e algo do qual não deveríamos ter medo.
  • ·         Abra mão da incredulidade

Deus está pronto a nos ajudar nesse novo ano da nossa vida! O que pode nos impedir de viver bem esse novo ciclo é a nossa própria incredulidade.

A incredulidade é a forma de fecharmos o nosso coração para a ação de Deus! Quando deixamos que a incredulidade tome conta de nosso coração, é como se fossemos revestidos por uma capa, na qual Deus pode até mandar chuvas de graças sobre nós, mas não seremos atingidos.

A incredulidade nasce em nosso coração na medida em que vamos duvidando e questionando o modo de Deus agir em nós e ao nosso redor. Vamos levantando suspeitas de Deus quando Ele não age a nosso favor da maneira que queremos, e aí questionamos: “Será que Deus está realmente me ouvindo? Será que Deus está preocupado com os meus problemas? Não vejo solução para os problemas que hoje carrego, nem Deus pode solucionar isso…” 

Desejo a todos uma boa entrada de ano, que 2017 seja uma oportunidade de receber o novo de Deus, olhando para frente, com a fé renovada, fazendo as mudanças necessárias e crendo totalmente em Deus.

Feliz Ciclo Novo! Feliz Ano Novo!
Deus abençoe a todos!
Eliane

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Não Sufoque Jesus Neste Natal


by Pr. Rick Warren


Respondeu o Senhor: "Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada". Lucas 10:41,42

Você e eu gostamos de sobrecarregar nossas vidas. Nós aceitamos reservas em excesso, gastamos demais, superestimamos e frequentemente andamos por aí cansados todo o tempo. Como resultado, a verdade de Deus geralmente não tem a chance de florescer em nossas vidas.

Com muita frequência Deus lhe ensina uma essência da verdade — pode ser durante o seu estudo matinal da Bíblia ou um sermão dominical — e você acha que deve fazer algo sobre isso, mas quase que imediatamente isso é preterido em sua vida e é esquecido.

A verdade não é preterida de sua vida devido ao mal. Geralmente, as coisas boas em nossas vidas sobrepujam a verdade que Deus quer plantar em nós. Para cumprir o destino de Deus para a sua vida, você provavelmente não tem que fazer mais, tem que fazer menos.

Tome as amigas de Jesus, Maria e Marta, como exemplo. Um dia elas convidaram Jesus para jantar. Maria passou a noite ouvindo Jesus. Marta, por outro lado, estava muito ocupada sendo anfitriã e se preocupando com os canapés e se tudo estava em seus devidos lugares.

Marta ficou chateada porque tinha que fazer todo o trabalho enquanto sua irmã estava sentada com Jesus. Foi então que Jesus falou a ela: "Querida marta, você está preocupada e chateada com todos esses detalhes! Há só uma coisa que vale a pena se preocupar. Maria descobriu, e isso não será tirado dela" (Lucas 10:41b-42 NTLH).

Quando sua vida terminar, apenas uma coisa terá importância realmente. Você conheceu o Filho de Deus? Os presentes extras que você conseguiu comprar devido às longas horas passadas no escritório não serão importantes. Todo o tempo que você passou preparando a refeição perfeita para as festas também não serão importantes. Mas se você passou seu tempo conhecendo Jesus isto é importante para eras e eras que virão.


Então aproveite o período de Natal. Embrulhe os presentes. Prepare sua casa com decoração festiva. Faça recordações com sua família. Mas não deixe este Natal terminar sem passar algum tempo aos pés de Jesus. Muito tempo depois de tudo desaparecer deste Natal, a adoração a Jesus é tudo que verdadeiramente vai permanecer.

Pr. Rick Warren

-----------------------------------------------

Feliz Natal para você e toda sua família!

É sempre bom focar no principal - Jesus é a razão do natal!

Um forte abraço
Eliane

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

10 sugestões…





1°Não se preocupe
De todas as atividades humanas,
preocupar-se, é a menos produtiva.

Não se deixe dominar pelo medo
A maior parte das coisas que tememos nunca acontecem. 

Não guarde rancor
Ele é uma das cargas mais pesadas da vida.

Enfrente um problema de cada vez
Seja como for, só poderá tratá-los
um por um.

Não leve os problemas para a cama
São maus companheiros
do sono.
Não compre os problemas dos outros
Eles podem lidar com eles melhor do que você.

Não fique remoendo o passado
Ele já passou. Concentre-se no que se passa na tua vida e seja feliz agora.

Seja um bom ouvinte
Só quando escutar, obterás idéias diferentes das tuas.

9°Não se deixe abater pela  frustração
A autocompaixão só interfere com as ações positivas.

10°Contabilize todas as coisas boas
Mas não esqueça as pequenas. Muitas coisas boas pequenas, fazem uma grande.


É SEMPRE BOM PARTILHAR AS COISAS BELAS !

Erga Seus Olhos


Ergam os olhos e olhem para as alturas. Quem criou tudo isso? Aquele que põe em marcha cada estrela do seu exército celestial, e a todas chama pelo nome. Tão grande é o seu poder e tão imensa a sua força, que nenhuma delas deixa de comparecer!
Isaías 40:26

Há algum tempo comecei a usar óculos multifocal, tem sido uma experiência interessante, percebi que a direção dos meus olhos precisa mudar dependendo do que eu queira olhar. Se eu preciso ler alguma coisa ou fazer algo perto de mim mesma, olho para baixo. Mas quando eu tenho a necessidade de enxergar algo a distância, como por exemplo dirigir, preciso ergue os meus olhos.

Ao pensar nesse simples movimento dos meus olhos, me dei conta que na vida é assim também; se estou focada em mim mesma, nos meus problemas, voltada apenas para a questões da minha vida, minha tendência é olhar para baixo e algumas vezes chego a ficar triste, depressiva e sem esperança.

Interessante que a movimentação dos meus olhos para cima, me ajuda a mudar de perspectiva. Quando ergo meus olhos consigo enxerga um contexto mais amplo, percebo as pessoas, as circunstâncias, vejo que todos têm dificuldades e que uma fase ruim será substituída por uma boa e assim a vida segue.

Confesso que esse simples movimento de erguer meus olhos, me ajuda a lembrar de Deus, que Ele continua no controle, que o Seu poder é grande, que Ele é forte para me ajudar na minha vida com as dificuldades que enfrento no meu dia a dia. Muitas vezes não consigo entender o porquê de certas coisas, mas posso confiar em Deus, pois quem criou a mim e o mundo sabe o que é melhor para minha vida nesse contexto maior.

Eu convido você a esse simples movimento, erga seus olhos, contemple a natureza, as pessoas e deixe Deus cuidar da sua vida, Ele tem poder. 
Deus o abençoe

Eliane dos Santos Amaral
Terapeuta Familiar e Casal


quarta-feira, 12 de outubro de 2016

CRIANÇAS

Compartilho aqui a Devocional de Hoje 12 de Outubro do Presente Diário, muito boa, vale a pena leitura e refletir sobre o que temos feito pelas nossas crianças.


12 de outubro de 2016
Leitura Bíblica: Mateus 18.1-6
Até a criança mostra o que é por suas ações; o seu procedimento revelará se ela é pura e justa (Pv 20.11).
Deus se dedica a pessoas de todas as idades, sem distinção. Na época do texto de hoje, as crianças não eram valorizadas, mas Jesus mostrou que se importa com elas. Cada criança foi criada com todo amor por Deus e precisa dele. Ela também deve receber, por parte dos adultos, a devida atenção em relação aos seus sentimentos e atitudes.
A mídia investe fortemente nas crianças, pois descobriu que é a faixa etária mais fácil de influenciar. Desde que nascem, elas recebem informações e estímulos das mais variadas situações e intenções: desenhos animados, propagandas de alimentos, de brinquedos, vestuários, entre outros. No entanto, como e quanto tempo temos investido no relacionamento delas com Deus?
A falta de tempo dos adultos para se dedicar aos seus filhos tem afetado sobremaneira muitas famílias e estas acabam por terceirizar a educação infantil, até mesmo no que diz respeito aos ensinamentos divinos. Isto afeta diretamente as crianças, que, muitas vezes, passam a extravasar suas emoções e frustrações por meio de palavras e comportamentos diversos.
Negligenciar a criança pode levá-la, entre outras coisas, a perder sua fé. Conheci um pastor que desde pequeno foi instruído na Palavra de Deus. Aos quatro anos, tentou entregar sua vida a Jesus por três domingos consecutivos, sem sucesso, porque os adultos não acreditavam em seus sentimentos. Certo dia, um pastor visitante não subestimou sua fé: abaixou-se para ficar na mesma altura do garoto, fez uma oração e permitiu que ele convidasse Jesus para fazer parte de sua vida.
Não esqueça: encaminhar as crianças para o bem e para o caminho que agrada ao Senhor é, em primeiro lugar, responsabilidade da família. Quanto mais cedo elas forem instruídas segundo os princípios bíblicos, menos provável será que elas se desviem deles (veja Pv 22.6). – LG
Negligenciar a criança e subestimar sua capacidade pode afastá-la de Deus.